A Lei do Amor

with Sem comentários
Esperei por você a vida toda. Quando eu era pequena, imaginei como você seria. Esperava sempre encontrar abrigo com você. Eu queria retribuir a mesma coisa, sendo o mais próximo sob o sol. Só uma vez me arrependi de não querer você. Quando minha mãe morreu.

Às vezes ouvi dizer que os pensamentos sobre você são ingênuos e idealizados. Achei que seria diferente conosco. Afinal, quem, como não nós? Até hoje, nos vejo em um banco comum, em abraços, com lágrimas de emoção em nossas gargantas. A alegria do fato de que temos nós mesmos irradiaria para todos ao nosso redor.

As lágrimas de hoje são espremidas pelo arrependimento de que não me foi dado para realizar essas visões. Você não estava comigo. Em muitos momentos, mais ou menos, eu perdi. Eu não poderia desfrutar dos meus maiores sucessos com você. Eu não fiz bolos para você. Você não vai me visitar na minha ilha.

Graças à sua ausência, evitei brigas, decepções, emoções desnecessárias. Era mais fácil para mim tomar muitas decisões sem consultá-las com você. Talvez seja por isso que a vida não me deu filhos?

“Quem quer que você seja, onde quer que você viva, de qualquer maneira que eu te encontrar, sempre abra meus braços vai abra você.”

Um verso de uma canção antiga, que eu cantei na única peregrinação inacabada a Częstochowa. Nos meus ouvidos hoje soa completamente diferente. Querido irmão, querida irmã eu não sei quem você é, eu não sei onde você mora, hoje eu quero ter um momento para você – Eu quero dar-lhe eu mesmo. Eu nunca tive a oportunidade de dizer o quanto me arrependo de não ter tido a chance de viver. Perdoei minha mãe assim que descobri.

Quando alguém me conhecia mais de perto, muitas vezes ele ficava surpreso com a notícia de que eu não tinha irmãos. Kika às vezes ouvia: “Eu pensei que você tinha um irmão.” Para mim, não importa se você é uma mulher ou um homem. Querido irmão, querida irmã, envio saudações onde quer que você esteja… Esse é o nosso direito de amar.
*design gráfico: Krystian Borkowski

Leave a Reply